Slideshow Image 1
Slideshow Image 2
Slideshow Image 3
Slideshow Image 4
Slideshow Image 5
Slideshow Image 6
Slideshow Image 7
Slideshow Image 8

CORONAVÍRUS| Prefeitura auxilia indígenas com apoio para barreiras sanitárias nas aldeias

20/05/2020 16:17

A preocupação e urgência com a saúde e proteção das famílias indígenas acionou um alerta em todo o Mato Grosso do Sul, principalmente, depois de casos confirmados de coronavírus na Reserva Indígena de Dourados.

Em Aquidauana, na manhã de hoje, 20, aconteceu uma reunião na Aldeia Limão Verde, com lideranças e famílias do Limão e da Aldeia Buritizinho, o prefeito Odilon Ribeiro, a primeira-dama Maria Eliza e a secretária municipal de Saúde, Cláudia Franco Fernandes.

Também participaram da reunião o coordenador da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), Antônio Mariano e o coordenador técnico local da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), Olivar Brasil (Bily).

Na reunião, o prefeito e a secretária de Saúde explicaram sobre as medidas de prevenção ao Covid-19 e explicaram que a prefeitura dará um apoio para ajudar as aldeias que forem realizar as barreiras, com suprimentos, álcool em gel e máscaras, para quem estiver trabalhando nas barreiras sanitárias.

"Pedimos às famílias indígenas, de todas as aldeias, que evitem sair de suas aldeias, se vierem à cidade fazer compras, que sejam só adultos, não tragam crianças e idosos e tomem todos os cuidados de higienização e uso de máscara para se prevenirem. Não queremos ver nossas aldeias doentes, com o vírus circulando nelas", completou o prefeito.

O cacique da Aldeia Limão Verde, Antônio dos Santos falou da grande preocupação e problema que todos os caciques de todas as aldeias de Aquidauana estão enfrentando, pois o coronavírus alcançou as aldeias indígenas da região de Dourados e em Aquidauana, as aldeias sofrem com a falta de médicos.

Tanto é que esse motivo, anteontem (18), levou os caciques e lideranças indígenas de Aquidauana a bloquearem a sede do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) de Aquidauana, em Campo Grande, como forma de manifestarem contra a falta de médicos e cobrarem ações urgentes pela saúde das famílias indígenas.

Na reunião, os representantes da FUNAI e da SESAI detalharam sobre como andam os pedidos de ajuda das aldeias e o que está providenciado pelos órgãos federais para atender às necessidades dos indígenas nesta pandemia.

Reforçando a preocupação dos caciques que tem buscado ajuda na Secretaria Municipal de Saúde e na Assistência Social de Aquidauana, o prefeito Odilon Ribeiro explicou que é preciso uma atuação mais efetiva e urgente da SESAI, da FUNAI e do DSEI.

"Estamos muito preocupados com a situação das nossas aldeias nesta pandemia e em como as famílias indígenas irão se proteger. A SESAI, DSEI e FUNAI têm suas responsabilidades e não podem se furtar disso, pois as nossas aldeias precisam de atenção, precisam de médicos, de recursos, apoio para enfrentarem essa pandemia. Estamos falando de vidas e a população indígena não pode ficar desassistida nesse momento gravíssimo de pandemia", ressaltou o prefeito.

O cacique Antônio dos Santos finalizou a reunião agradecendo ao apoio da prefeitura e da Saúde Municipal, comunicou que a barreira na entrada da aldeia já iniciará esta semana e, se caso, Aquidauana confirmar casos de coronavírus, será impedida a entrada e saída na aldeia, para o bem e proteção das famílias indígenas.

Fonte: Agecom


Prefeitura Municipal de Aquidauana

Luiz da Costa Gomes , Nº 711
Bairro Cidade Nova
Aquidauana / MS
CEP: 79200-000
Telefone: (67) 3240-1400

Horário de atendimento: de segunda à sexta, das 07h às 13h